desfaço os sinais dos inventores de mentiras, e enlouqueço os adivinhos

Jesse Ventura argumenta com um repórter da Fox | 23Out2012 16:27:22

 
Esta nunca tinha visto! Um repórter sai dos estúdios por não conseguir contrariar um entrevistado!


[...]
JV (Jesse Ventura): Bem, então porque não nos permitem que façamos perguntas? Porque é que quando perguntamos ao governo... eu vou e faço perguntas.
BK (Brian Kilmeade): Eu leio tudo o que aparece. Assisti a todas as audições...
JV: Não leu não senhor!
BK: Está bem. Não li. Você viu a minha lista de leitura. A peça sobre o relatório do 9/11 e você acha que foi tudo ficção.
JV: Não! Eu acredito em tudo o que lá está. Acredito que os meus governos nunca me mentiram, não é? Deixa-me ver, por onde começamos? O incidente do golfo de Tonquim? O tal que nos levou à guerra no Vietname. Agora admitiram que foi uma mentira. Então 58 mil da minha geração foram mortos por causa de uma mentira. Mas isso não conta, certo?
BK: O que é que isso tem a ver com o 9/11?
JV: Isso mostra que nos mentiram para fazermos a guerra. Há anos que fazemos o mesmo. Continuaremos a fazê-lo. Você acreditou no incidente do golfo de Tonquim? Oh, provavelmente você ainda nem era nascido.
BK: Peço desculpa por ainda não ser nascido. Não voltará a acontecer.
JV: Eu era vivo na altura. Lembro-me do nosso presidente na tv a dizer-nos; os nossos rapazes estão a boiar na água. E era tudo mentira.
BK: E por causa disso não vai acreditar em mais nada.
JV: Não é isso! Mas estão sempre a mentir. Você já esteve no governo? Não! Eu já... porque é que a CIA está infiltrada em todos os departamentos de estado? Quando a sua declaração de intenções diz que não devem...
BK: Você mudou a pergunta, você não acha que a CIA cuida dos nossos interesses. Não acha que os nossos serviços secretos...
JV: Eu nunca disse nada disso.
BK: Mas as suas perguntas e conclusões vão sempre nesse sentido. Você pensa que estão todos contra a América. Estão os governos contra a América?
JV: Não! Isso não é verdade. Não se esqueça, a divergência de opinião é o patriotismo mais alto. Foi o Tom Jefferson que o disse.
BK: Tom! Você era vivo na altura?
JV: Não! Vai insultar-me mais um pouco?
BK: Pois. Tenho que ir para o ar na rádio outra vez. Ok Jesse, até à próxima.
SD (Steve Doocy): Ele vai-se embora.
GC (Gretchen Carlson): Jesse, tenho que dizer que o Brian provavelmente leu tudo o que foi escrito sobre a situação do 9/11. E é um apaixonado pelo tema como pode ver.
JV: Bom, eu também.
GC: E concordo consigo que tem havido actividades encobertas, sem dúvida! Que o governo não tem revelado ao seu povo tudo o que se passou acho que poucos pensam o contrário.
JV: Raramente o fazem.
GC: Mas quando se fala no 9/11 você tem assim tanta certeza?
JV: Não!... Não! Mas faço perguntas e o que mais me perturba é que não se obtêm respostas. Ninguém quer falar do assunto. Este acontecimento que mudou a história do nosso país. Porque é que não somos permitidos falar sobre isso? Porque é que não somos permitidos fazer perguntas? Quando as fazemos a reacção é do tipo da dele; “Como se atreve?! Como se atreve a pôr em causa o seu governo?!”
GC: Então quais são as suas perguntas?
JV: As minhas perguntas são simples. Eu trabalhei em demolições. Sou um antigo homem-rã. De uma equipa de demolição submarina. Eu sei como explodir coisas. Como é que esses edifícios puderam cair à taxa de aceleração da gravidade? As leis da física dizem-nos que isso não pode acontecer.
GC: Sim.
JV: Depois, como é que o cimento ficou reduzido a pó? Ficou em pó só de cair? Que energia foi necessária para pulverizar todo aquele cimento?
GC: Qais são as suas conclusões então?
JV: Não sei! Mas uma coisa é certa, faço perguntas e sou atacado. Pode reparar que se o tema do 9/11 vem à baila e são feitas perguntas imediatamente se é atacado. Dizem-nos que somos loucos. Chamam-nos Rosie o'Donnell. Insultam-nos. Porquê? Porque faço perguntas?
SD: Jesse, acho que muitas pessoas pensam; Bom, o relatório sobre o 9/11 saiu. Diz que foram aqueles tipos. Que foram esses tipos da Al Qaeda. Então as pessoas pensam; Ok, uma opinião está formada, com lógica, então foi o que aconteceu. Não podem saber com certeza se foi mesmo assim que aconteceu mas, sabe, você faz muitas perguntas e é isso que o seu livro...
JV: Coloca!
SD: “Não Comecem a Revolução Sem Mim” tem como tema principal; Fazer perguntas.
JV: E sempre pensei que no nosso país isso era bom. Pensei que neste país, antes do 9/11, era bom fazer perguntas. Colocar desafios à autoridade. Mas agora aparentemente mudámos e já não podemos colocar desafios à autoridade. Temos que aceitar o que o governo nos diz. Ficar de boca calada e manter-se na linha. Bom, não é essa a América para a qual estive no exército. Eu servi porque para mim a liberdade de expressão, a Primeira Alteração (First Amendment) não necessita defesa com relação ao que é aceite. Temos a Primeira Alteração para acautelar a liberdade de expressão menos popular. Ao questionar o 9/11 isso é hoje expressão menos popular.
GC: Então também gostaria de questionar a administração Obama. Não seria apenas a anterior administração Bush.
JV: Oh, eu gostaria de questionar todos sobre isto. Porque para mim não... o que aconteceu naquele dia, existem tantas perguntas sem resposta. E até mesmo os familiares, você viu os protestos no 9/11. E desde quando é que testemunhas não têm de dar testemunho em público, quando são levadas para quartos à porta fechada e podendo testemunhar em conjunto?





Partilhar:

Artigos Relacionados
Comentários
Não existem comentários

Nome:
Endereço de email (não será publicado):
comentários:

O Futuro
Tradutor
Procura
Arquivo
Perseguição Notícias

christian_persecution.jpg

Islão: matar e submeter

Jihad_sword_index.png

Carta de Notícias

Subscreva a carta de notícias "Acordem" de Xavier Silva


Email:
Subscrever RSS

RSS url_to_submit_my_site_sites_websites_submission_rss_sm_1.jpg

Como escapar?

Rescue_Portug__sun_.jpg

PORTUG__Sheeple_45__190.jpg

David Dees galeria
Música

Ouça música enquanto navega!

img_musica.jpg

Contacto
Tráfego





Online

Mortes iraquianas...

Mortes iraquianas devido à invasão norte-americana

Iraq Deaths Estimator

©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional