desfaço os sinais dos inventores de mentiras, e enlouqueço os adivinhos

Equador: Gabriel García Moreno (1821-1875) | 06Ago2013 18:11:07


Lady of Good Success col19_1.jpg

Outra profecia muito interessante de Nossa Senhora. "No século 19, haverá um presidente verdadeiramente católico, um homem de caráter a quem Deus Nosso Senhor dará a palma do martírio na praça adjacente a este Convento. Ele consagrará a República ao Sagrado coração de Meu Filho Santíssimo, e esta consagração sustentará a Religião Católica nos anos a seguir, que serão malfadados para a Igreja. Estes anos, durante os quais a seita do mal da Maçonaria vai assumir o controle do governo civil – irão assistir a uma perseguição cruel de todas as comunidades religiosas, e também atacarão violentamente contra este um dos meus".

http://www.stcolman.com/goodsuccess.html

 

Gabriel Gregorio Fernando José María García y Moreno y Morán de Buitrón (24 de Dezembro de 1821 – 6 de Agosto de 1875) foi um político equatoriano que foi duas vezes Presidente de seu país (1859-1865 e 1869-1875) e foi assassinado durante o segundo mandato, depois de ser eleito para o terceiro.1 Ele é notável por seu conservadorismo, extremamente católico, e por sua rivalidade contra um magnata da época Eloy Alfaro. Sob sua administração, o Equador se tornou o líder nos campos das ciências e alta educação na América Latina. Além disso, Garcia Moreno desenvolveu a economia e a agricultura do país, sendo um ferrenho opositor da corrupção, chegando até a dar o próprio salário para obras de caridade.2


Biografia

Gabriel Garcia Moreno nasceu em 1821, filho de Gabriel García y Gómez, mercador espanhol, e María de las Mercedes Moreno y Morán de Buitrón, filha de uma rica família aristocrata da principal cidade portuária do Equador, Guayaquil. Garcia Moreno estudou teologia e direito na Universidade de Quito. Pensando ter vocação para padre, recebeu as ordens menores e a tonsura; mas seus amigos mais próximos e seus próprios objetivos convenceram-no a uma vida leiga. Graduado em 1844, começou sua carreira tanto como advogado e jornalista (oposto ao governo Liberal no poder). Em 1849 fez uma viagem a Europa para ver os primeiros efeitos da Revolução de 1848. Fez outra viagem em 1854-56.


Voltou para casa em 1856, encontrando o país tomado por anticlericalismo; foi eleito senador e entrou na oposição. Embora fosse Monarquista (gostaria de ver um príncipe espanhol no trono), aceitou as circunstâncias e tornou-se presidente após uma guerra civil no ano seguinte ao seu retorno---tamanha a reputação que adquirira como senador. Em 1861, foi confirmado o mandato por 4 anos. Infelizmente, seu sucessor foi deposto pelos liberais em 1867. Mas dois anos depois ele foi reeleito, e novamente em 1875. Durante seu cargo, a nação deu um salto, enquanto se tornava mais fervorosa e católica.

Pessoalmente piedoso (ouvia missa diariamente, também visitando o Santíssimo Sacramento; ele comungava todo domingo - uma atitude rara antes de São Pio X), ele acreditava que o principal papel do estado era promover e apoiar o Catolicismo. Igreja e Estado eram unidos, mas pelos termos da nova concordata, o poder estatal de apontar bispos foi anulado. A constituição de 1869 fez do Catolicismo a religião oficial e requeria que tanto candidato como eleitor fossem católicos. Ele foi o único líder no mundo a protestar contra a perda dos Estados Papais, e dois anos depois obteve a consagração da legislatura ao Sagrado Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo. Um de seus biógrafos escreveu que após a consagração pública, ele foi condenado à morte pela Maçonaria Alemã.

Parte da animosidade gerada contra García Moreno devia-se a seu favorecimento à Companhia de Jesus (Jesuítas). Durante um período de exílio, ele ajudou um grupo de jesuítas desterrados a se refugiarem no Equador. Ele também defendia uma lei que iria clandestinizar sociedades secretas. Esta atitude com muitas outras similares encorajaram partidos anticatólicos do Equador, especialmente os Maçons, a ver nele um inimigo.

Dr_Gabriel_Moreno_Pope_Pius_IX_Immaculate_Conception_Dogma_Our_Lady_of_Good_Success_Mother_Mariana_de_Jesus_Torres_quito_Virgin_Mary_Catholic_prophecy_Mass.jpg


Ainda que a política em sua época fosse conturbada, o segundo mandato indica um apelo popular, provindo tanto da Igreja Católica quanto das massas populares. Seu vigoroso apoio à educação universal era baseado no modelo francês e tanto controverso quanto arrojado.


Por ambos os pais, García Moreno descendia de nobres famílias espanholas. Seu pai, Gabriel García y Gómez de Tama era espanhol de Soria, descendente da casa dos Duques de Osuña, e oficial da Marinha Real da Espanha. A mãe era de uma família aristocrática e proeminente de Criollos. Seu avô materno era o Conde de Moreno e governador-geral da Guatemala, antes de se mudar para Guayaquil, onde foi Governador Militar Perpétuo. Entre seus outros parentes estão José de la Cruz Ignacio Moreno y Maisonave, Arcebispo de Toledo e Cardeal Primaz da Espanha, e seus irmãos Teodoro Moreno y Maisonave, conde de Moreno e juiz da Suprema Corte Espanhola e Joaquín Moreno y Maisonave, historiador militar e Juiz Chefe do Tribunal Real das Ordens Militares do Reino de Espanha.


García Moreno fundou o Partido Conservador em 1869. Foi assassinado durante o segundo mandato por golpes de facão. Após a morte, sua memória continua a ser celebrada no Equador, tanto como grande patriora como grande amigo da Igreja.

 

Equador após a independência

A Independência na América Latina resultou na criação de dois partidos em todos os países: os Liberais e os Conservadores. Conservadores se inspiravam na Europa, principalmente na Espanha, nos campos social e político. Queriam se manter ligados à Igreja Católica, da mesma maneira que os primeiros colonizadores; além disso, queriam manter as fazendas em estilo feudal, que embora não dessem muito dinheiro, garantiam estabilidade social. Os liberais se inspiravam nos Estados Unidos, queriam a separação da Igreja e do Estado, além de fazendas altamente produtivas. Esses dois grupos se enfrentaram desde a independência. Os conservadores produziram alguns grandes líderes como Augusto I, do México, e Rafael Carrera, na Guatemala. No decurso do século XIX, ambos os partidos se depararam com novas invenções, como as ferrovias, sem saber o que elas trariam a seus países.

De 1845 a 1860, o Equador esteve à beira da anarquia; foi dessa situação precária que Garcia Moreno salvou o país.


Panorama económico do Equador

Ele recebeu o cargo de presidente em um país com cofres vazios e com uma enorme dívida. Para superar o problema, ele diminui gastos, acabou com nepotismo e cargos desnecessários e atacou seriamente a corrupção. Como resultado, foi capaz de fazer mais avanços, ainda que com pouco dinheiro. Ele tanto melhorou as finanças como atraiu investimento estrangeiros. A Escravidão foi abolida, mas houve compensação completa para os proprietários; (assim nem ex-escravos nem senhores sofreram economicamente). O exército foi reequipado, e mandou oficias para estudar na Prússia. Prostíbulos foram fechados e hospitais abertos nas principais cidades. Ferrovias e rodovias nacionais foram abertas, o telégrafo estendido e os sistemas de correios e distribuição de água criados. As cidades foram pavimentadas e a criminalidade enfrentada duramente. García Moreno ainda reformou as universidades, estabeleceu duas universidades politécnicas e agrícolas e uma Escola Militar, e aumentou o número de escolas de 200 para 500. O número de estudantes aumento de 8000 para 32 000. Para contratar empregados para a enorme expansão do sistema de saúde e educação, religiosos estrangeiros foram chamados. Tudo foi feito enquanto expandia a democracia e garantia direitos iguais ante a lei a todo equatoriano.


Panorâma político e assassinato

Mas os liberalistas odiavam García Moreno; quando ele foi eleito pela terceira vez em 1875, assinou sua sentença de morte. Ele escreveu imediatamente para o Papa Beato Pio IX pedindo a bênção antes do dia da posse em 30 de agosto:


Eu desejo receber vossa benção antes daquele dia, para que tenha a força e a luz de que tanto preciso para que conseguir até o fim ser um fiel filho de Nosso Redentor, e um leal e obediente servo de Seu Infalível Vigário. Agora, quando as Lojas Maçônicas dos países vizinhos, instigadas pelos alemães, estão vomitando contra mim toda sorte de insultos atrozes e horríveis calúnias, agora quando as Lojas Maçônicas estão secretamente planejando meu assassinato, eu tenho mais do que nunca a necessidade da proteção divina para que possa viver e morrer em desesa de nossa Santa Religião e da amada República que uma vez mais sou chamado a governar.

A previsão de García Moreno estava correta; ele foi assassinado na saída da Catedral de Quito, sob facadas e tiros, sendo suas últimas palavras: "¡Dios no muere!" ("Deus não morre!"). Faustino Rayo, o líder dos assassinos, tinha atacado-o com seis ou sete golpes de facão, enquanto seus três comparsas atiravam com seus revólveres.

 Dr_Gabriel_Moreno_Pope_Pius_IX_Immaculate_Conception_Dogma_Our_Lady_of_Good_Success_Mother_Mariana_de_Jesus_Torres_quito_Virgin_Mary_Catholic_prophecy.jpg


Em 5 de agosto, pouco antes de seu assassinato, um padre visitou García Moreno e alertou-o, "Alertaram-me de que tua morte foi decretada pelos Maçons; mas não me disseram quando. Ouvi dizer que os assassinos irão levar o plano deles a cabo logo. Pelo amor de Deus, tome as medidas necessárias!" 6 García Moreno responder que ele já houvera recebido avisos similares e que após calma reflexão concluíra que a única medida que podia tomar era preparar-se para aparecer ante Deus para seu julgamento


"Parece que ele foi asssassinado por membros de uma sociedade secreta," observou um analista contemporâneo.


Gabriel Garcia Moreno recebeu a Extrema-Unção pouco antes de morrer e entre os pertences que portava estava a cópia da Imitação de Cristo. O Papa Pio IX, declarou que Gabriel Garcia Moreno "morreu vítima da Fé e da Caridade Cristã por seu amado país."

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriel_Garc%C3%ADa_Moreno

 

 

 

 


Partilhar:

Artigos Relacionados
Comentários
Não existem comentários

Nome:
Endereço de email (não será publicado):
comentários:

O Futuro
Tradutor
Procura
Arquivo
Perseguição Notícias

christian_persecution.jpg

Islão: matar e submeter

Jihad_sword_index.png

Carta de Notícias

Subscreva a carta de notícias "Acordem" de Xavier Silva


Email:
Subscrever RSS

RSS url_to_submit_my_site_sites_websites_submission_rss_sm_1.jpg

Como escapar?

Rescue_Portug__sun_.jpg

PORTUG___Sheeple_44_190.jpg

David Dees galeria
Música

Ouça música enquanto navega!

img_musica.jpg

Contacto
Online

Mortes iraquianas...

Mortes iraquianas devido à invasão norte-americana

Iraq Deaths Estimator

©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional